quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

postheadericon Saravá os Marinheiros


Saravá os Marinheiros
Salve a Marujada

Tú sabes o que é um Marinheiro, Marujo, Capitão do Mar?
Marinheiro – Hierarquia Militar.
Marujo – Conjunto de Marinheiro, Marítimo.
Capitão do Mar – Responsável pela embarcação.
Marinharia – arte ou profissão de marinheiro.
Marítimo – marinho, que ocorre no mar ou se faz pelo mar.
O que exerce atividades profissionais a bordo de uma embarcação.
Marujada – aglomeração de Marujos
Marulho – Movimento permanente das águas do mar ocorre em alto mar.
Maré – Movimento periódico das águas do mar, pelo qual elas se elevam ou se abaixam em relação a uma referencia fixa no solo. É causado especialmente pela atração gravitacional do Sol e da Lua.
Maré Alta cheia – Fase da Maré em que as águas atingem altura máxima, antes de começar a baixar, maré cheia, preamar, montante.
Maré Baixa – Fase da Maré em que as águas estão em altura mínima, antes de começarem a se elevar, baixa-mar.
Maré Sizígia – Maré de grande amplitude, que se segue ao dia de Lua cheia ou de Lua Nova.
Navio – Embarcação de grande porte.
Nauta – marinheiro, navegador.
Náutica – ciência e arte de navegação sobre água, navegação.
Naval – relativo o navio ou a navegação viagem ao mar.
Escuna – antigo navio a vela.
Embarcadiço – marinheiro, marujo.
Embarcação – qualquer construção destinada a navegar sobre a água.
Marola – ondulação na superfície do mar.

Todo bom marujo, precisava antes de qualquer coisa, amar o mar, a vida das embarcações, saber que abrirá mão do contato e convívio familiar.
Todos que atuam na proa eram ensinados pelos Mestres Marujo, a astrologia, o poder dos Astros, Lua, Sol, Estrelas e entender a influência sobre o Mar e conseqüentemente isso é que dava o inicio para que se navegasse ou conduzisse uma embarcação no Mar.
Existia um manual, astrolábio que indicava o caminho, a rota e o vento que é o grande navegador dos movimentos dos navios.
Os navios sempre foram utilizados desde épocas antigas como meio de comunicação entre os países, troca de mercadorias nativas, conhecimento de novas culturas, comidas, palavras, costumes entre povos, pois foram os marujos que faziam essa ponte entre os países.
Hora levando mercadorias, especiarias, bebidas, artesanatos e etc.
E durante muito tempo esse foi o grande comércio realizado e que foi classificado mais tarde como importação e exportação.
Sem contar que a influência dos costumes em que os marinheiros levavam de um local para o outro. Espécies de plantas, flores, vegetais, frutas, sementes, todas as partes vegetais foram transportados pelas embarcações no Mar.
Os marinheiros são grandes conhecedores da natureza, respeitadores e conhecedores das mudanças dos Astros e o poder da natureza ao qual rege o Mar.
Sabem conviver com as dificuldades e adversidades da Vida.
Os espíritos que atuam na linha dos marinheiros na Umbanda. Gostaria de dizer que os marinheiros, começaram a sua manifestação dentro das casas, terreiros, templos e tendas Umbandistas. Segundo minhas pesquisas em meados dos anos de 1940 que começaram a se manifestar, como marinheiros, mas pelo fato de serem regidos por Mãe Yemanjá e terem influencia magnética da essência do mar ele “tombaram para frente e para trás” isso sem contar a maneira simples, alegra, maleável, e até um pouco divertida, “julgava” esses espíritos como sendo “bêbados”, ou seja, que ao incorporar no médium pelo fato de a suas vibrações são ondeantes, ate seu “falar” ficava um pouco mole, um jeito meio marujo de ser.
Pois foram consideradas pessoas irresponsáveis e que fugia dos seus compromissos viajando no Mar.
Sofreram todo tipo de preconceito. Pois, muitos terreiros de Umbanda, não os aceita e não trabalha com essa linha julgando-a sem saber, o verdadeiro fundamento.
Brincalhões, alegres, é sua grande marca como diz o marinheiro com quem trabalho.
“É preciso ser sério e carrancudo para ser evoluído”.
Os marimbundos são aqueles que por não conseguir dobrar ou mandar nos outros se entregam em suas infinidades frustrações.
Afundar em seus erros não significa que ao ir às profundezas do Mar você estará salvo. Se punir enrolando-se numa corda e dando vários nós, faz com que você aprenda a não errar mais. Fazer-se de vitima e lançar-se ao Mar sem saber nadar, para mim é inconseqüência de seus atos. Pular em uma embarcação sem saber o destino, só para não conviver com as diferenças de pessoas, situações, é fugir das responsabilidades.
No momento da tormenta do seu temporal violento, cruza os braços e deixam que os outros façam o que você tem que fazer olhar os outros correndo de um lado para o outro tentando controla a embarcação e simplesmente não fazer nada para ajudá-lo, seria o ato de mais prepotência e inércia mental que conheço.
Leva flores, oferendas, para Mãe Yemanjá, mais não respeitar o local Sagrado e pedem, pedem,pedem proteção a Divina Mãe da Vida, mas no momento que a LEI o pressiona para ver se merece o amparo das Divindades, o moribundo não faz nada para se auto ajudar, ou melhorar sua mente incrustada com outros seres, corroído pelo orgulho.

Salve a Mãe do Mar
Salve a Rainha do Mar
Salve Mãe Yemanjá
E Salve eu hahahahaha
O Marujo Jarinu

Jayrunum

Texto: Mãe Monica Berezutchi
segunda-feira, 12 de setembro de 2011

postheadericon Festa do Sr.José Pelintra 20 de Agosto/11

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

postheadericon Curso de Baralho Cigano - 18/Setembro







Este curso, foi desenvolvido pelo processo de canalização da entidade cigana Carmem Romani dentro dos princípios do esoterismo e espiritualismo e até mesmo contendo algumas informações da metafísica, isto porque o baralho cigano é aqui estudado como um oráculo.
O curso é apostilado e elaborado de forma direta, tendo em vista a oportunidade de perguntas e esclarecimentos.
A forma aqui apresentada é a de estudo dirigido, uma forma didática presente em alguns livros, mas que nos dará o embasamento necessário para ministrar os conteúdos e preparar os consultores para interpretar o oráculo de forma correta.
Quero dizer, também, que este, como qualquer outro tema, é sempre um aprendizado sem fim. Aqui você tem um roteiro seguro que dará ao seu raciocínio o direcionamento para que busque aprofundar-se ainda mais neste e em outros temas.

  • História do povo cigano
  • Santa Sara Kali
  • Significado das 36 lâminas
  • Consagração da mesa e do baralho cigano
  • Métodos de leitura
  • Mesa real
  • Magia cigana
  • Astrologia Cigana
  • Cruz celta
  • Jogo cigano com 21 cartas (leitura horizontal)
  • Jogo cigano com 21 cartas (leitura vertical)
  • Jogo de respostas com 7 cartas
  • Técnicas na elaboração do currículo
  • Técnicas de atendimento (presencial, telefônico, MSN e Skype)
  • Consagração final
  • Tchayo Cigano com atendimento ao público 
  •  Dança Cigana

      Investimento: R$250,00 ou 2x125,00
      Apostila + Certificado
      Inicio: 18 de Setembro
      Horário: 14h



      Faça sua inscrição pelo telefone 11 2302-4087

      Saravá Cosme e Damião



      A linha das crianças na Umbanda, já é sem dúvida uma grande referencia em nossa religião, pois esta linha de trabalho por si só, já é muito conhecida, sendo comemorada no dia 27 de setembro.
      Alguns terreiros só trabalham com esta linha uma vez por ano, por que não trabalhar com as crianças em dias de atendimento espiritual, sendo esta linha de trabalho igual a qualquer outra, não devemos confundir pureza com falta de vibração, pois sua energia é pura como o cristal, e seu magnetismo é renovador.
      A simplicidade do trabalho não pode ser confundida com falta de sustentação, pois o mistério que rege a linha das crianças na Umbanda é o Pai Oxumaré, Orixá da linha do Amor de Deus.
      Este Pai Orixá tem em suas ondas energomagnética os fatores da diluição e da renovação, sendo que o Arco-Íris sagrado é um dos seus símbolos sagrados mais utilizado pelos Erês.
      O mineral, as pedras, as cachoeiras, as cores, as águas doces, inclusive um poder cristalino irradiado através do sol, se mistura ao magnetismo da água de chuva formando o belíssimo arco-íris, este fenômeno natural , é a própria manifestação do que acontece com o Divino Pai Oxumaré, quando irradiando seus mistérios.
      Não se preocupem tanto na quantidade de sacolinhas seu terreiro possa oferecer, ou no tamanho do bolo, nos enfeites, pois a riqueza e a prosperidade de seu terreiro não se medem desta forma, mas, sim pelo que esta em seus coração.
      Beleza, pureza, alegria, bom humor, sorrir, simplicidade entusiasmo, boa vontade, dedicação, empenho, aceitação das mudanças que a vida traz,são as quantidades necessárias para que a “criança” que habita sua alma nunca pereça.
      Para o nosso Criador, nós seremos sempre suas crianças, por isso irmãos não permitam que a “decadência” de sua alma seja corrompida, por sentimentos sombrios, envenenados pelo rancor, ódio, inveja, cobiça, tristeza, mágoa, desanimo, preguiça...
      Esses sentimentos nos afastam da nossa própria essência, onde perdemos nossa identidade e começamos a nos sentir “mascarados”,diferente do que éramos quando ainda permanecia a pureza da alma.
      Os Erês, quando estão trabalhando manipulam energias sutilíssimas, cortando cordões negativos, demandas, magias negras, restauram a aura inclusive realinham os chacras de forma esplendorosa, mas pelo fato de trabalharem com balinhas, pirulitos, suspiros, paçoca, brinquedinhos, fitas, flores, frutas, não damos muito crédito por acharmos que são coisas infantis e que não poderão nos ajudar, engana-se quem acha que só com descarrego de pólvora vai cortar demanda, realmente falta uma compreensão do que realmente significa a palavra fundamento, talvez seja pelo fato de não conseguir mais acreditar no poder que o amor possuí.
      O Amor é a própria energia manipulada pelas crianças, então como acreditar em algo que não conseguimos sentir, vivenciar ou mesmo oferecer as pessoas que estão ao nosso redor?
      Seja sempre uma linda e maravilhosa criança...
      Um abraço muito carinhoso e especial para você! 

      Monica Berezutchi
      segunda-feira, 29 de agosto de 2011

      Entrevista com Rubens Saraceni.

      Nesta terça-feira, dia 30 de Agosto por volta das 22h10 ( logo após a novela da Rede Globo),
      não perca entrevista com PAI RUBENS SARACENI no programa da Hebe na Rede TV.
      Programa da Hebe - Quadro de Mulheres.
      Falando sobre: FÉ – hábitos e costumes

      Com a presença de representantes das religiões: Católica, Islâmica e Umbandista.

      Search

      Carregando...

      About Me

      Minha foto
      Templo da Luz Dourada
      Visualizar meu perfil completo